Fluxo de caixa

Fluxo de caixa: o que significa e como gerir da melhor forma

Em cada empresa existem diversos fatores financeiros que devem ser tidos em conta, um desses casos é o fluxo de caixa (cash flow), este fator é a diferença entre a quantidade de capital a entrar na empresa e a quantidade de capital a sair. Nas pequenas empresas ou nas startups é onde o fluxo de caixa é mais crítico.

O que é?

É um dos fatores a ter em conta na saúde financeira de uma empresa e é através deste fator que os donos podem gerar valor para possíveis investidores.

Este fator é calculado através da diferença entre as entradas e saídas de capital de uma empresa durante um determinado período de tempo, o fluxo de caixa positivo acontece quando as entras de capital são superiores às saídas de capital.

O fluxo de caixa serve para representar o estado financeiro de uma empresa. Numa empresa quando o negócio consegue gerar capital para cobrir as despesas, o estado financeiro encontra-se bem gerido e assim as empresas conseguem crescer de forma sustentada e sem surpresas.

Já quando o capital gerado pela empresa é insuficiente para cobrir as despesas, a empresa corre riscos de falhar com os seus pagamentos e ficar endividada, desta forma fica vulnerável a investimento externo.

Fluxo de caixa é importante? Porquê?

Um dos principais fatores para a falência das pequenas empresas é maioritariamente a má gestão do seu capital, pelo que manter um fluxo de caixa estável é fundamental para a sobrevivência de uma empresa.

Mas para além das pequenas empresas, as empresas que estão a dar os seus primeiros passos sofrem do mesmo problema, visto que as vendas poderão não conseguir cobrir por completo as despesas.

Por outro lado, as empresas poderão ter contabilisticamente os seus resultados positivos, mas na prática os pagamentos dos seus clientes podem não estar a entrar a tempo e horas, como consequência os pagamentos a fornecedores podem não ser feitas no prazo acordado tendo como consequência o endividamento e até o corte do fornecimento e paralesia da atividade.

Para evitar surpresas é importante que tome medidas para que o fluxo de caixa se mantenha positivo e que a empresa cresça de forma sustentada.

Como gerir?

Gerir o fluxo de caixa é um desafio muitíssimo importante para cada empresa, pois só desta forma é possível manter um negócio financeiramente saudável.

De seguida apresentamos alguns pontos para uma boa gestão do fluxo de caixa:

  1. Acompanhe de forma continua a gestão do fluxo de caixa;
  2. Crie um plano de tesouraria de forma a poder estar preparado para qualquer situação;
  3. Antecipe as dificuldades através de uma previsão de tesouraria para poder ter tempo de reação;
  4. Faça um controlo de gastos evitando despesas desnecessárias;
  5. Aposte num software de gestão que o ajude com os pontos anteriores.

inWork, o software que vai ajudar a gerir o seu fluxo de caixa

O ERP inWork diferencia-se da restante concorrência pela sua interface dinâmica e apelativa, pela sua fácil utilização e por ser um software modular e abrangente.

O módulo de gestão financeira, para além de manter os caixas e as contas bancárias conferidas e controladas permite a previsão de tesouraria com base nos movimentos já efetuados, movimentos recorrentes e movimentos previsíveis, tendo em conta os valores lançados na conta corrente tanto dos clientes como dos fornecedores.

O ERP inWork disponibiliza diversas vantagens e funcionalidades dedicadas à área financeira e de tesouraria que o vão ajudar a gerir o seu fluxo de caixa de forma responsável e continua, evitando assim surpresas desagradáveis e gastos desnecessários.

Orgulhamo-nos de ser um software que responde às necessidades especificas de cada empresa, independentemente da sua área de atividade. aumentando a produtividade e a redução de custos.

Saiba mais em: www.inwork.software

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *